Amamentação e nutrição infantil

A amamentação infantil é um tema que vem sendo discutido há muito tempo, devido a sua importância tanto para o bebê quanto para a mulher. O leite materno é um dos alimentos mais ricos e indispensáveis para os bebês, por isso vamos entender um pouco mais sobre todo o processo  que o envolve.

Assim que a mulher dá a luz, o leite materno começa a ser produzido e com isso a alimentação do bebê passa a estar garantida pelos próximos anos. É fundamental que a amamentação se dê em um período de pelo menos seis meses. Há quem estenda esse período até dois anos, pois o leite materno é realmente muito completo.

Pediatras indicam amplamente a utilização do leite materno, mas a complementação com outros alimentos é também indicada, assim o bebê passa a ter contato com outras texturas e isso faz com que aos poucos a mãe possa incluir na dieta da criança alimentos mais sólidos.

O acompanhamento nutricional do bebê nos primeiros anos de vida, garante que ele cresça forte e saudável. Nesse período uma série de músculos e ossos estão em desenvolvimento e a demanda por vitaminas e minerais é muito grande. Vale lembrar que após o parto o bebê precisa se alimentar para crescer, parece óbvio, mas muitas mães tem problemas sérios para amamentar os filhos.

O mercado de alimentos para bebês é um dos mais amplos, uma série de leites especiais estão disponíveis para que os pequenos possam crescer com saúde.

leite-ninho-fases

A Nestlé é hoje uma das marcas mais famosas e aposta em um Leite Ninho para cada Fase. Esse leite possui características exclusivas em sua formulação, ideais para os diversas fases da criança.

Compostos que levam em sua formulação o cálcio, ferro e zinco devem ser considerados, pois estes minerais ajudam no crescimento e fortalecimento dos ossos. Nos primeiros anos, eles são os que mais demandam minerais e outros vitaminas.

O único profissional que pode indicar a melhor dieta para um bebê é o pediatra, ele saberá exatamente quais são as necessidades da criança e orientará quanto ao melhor produto. A compra indiscriminada de alimentos nos primeiros anos de vida do bebê deve ser evitada, todas devem ser orientadas pelo profissional de saúde.

Se por um lado a alimentação do bebê deve ser acompanhada por um médico, por outro lado deve existir um acompanhamento nutricional para a mamãe. A produção do leite materno depende irrestritamente da alimentação da mamãe. Uma alimentação saudável e balanceada deve ser o foco.

Algumas mães engordam consideravelmente e logo após darem a luz iniciam uma dieta drástica para redução do peso e isso é um dos pontos críticos na produção de leite materno. Todas as vitaminas e minerais necessários para a produção de um leite de qualidade serão adquiridas a partir da alimentação da mãe.

A indicação da maioria dos médicos e nutricionistas é que a alimentação materna seja o mais equilibrada possível, deve-se comer um pouco de tudo da forma mais saudável possível.

Gorduras boas, frutas, verduras, fontes de proteína, zinco e ferro são indispensáveis no cardápio da mamãe. O mix de vitaminas e minerais que serão adquiridos nessa dieta garantem que o leite seja produzido em quantidade e qualidade suficientes.

A mamãe não deixa de comer por dois depois que o bebê nasce, ela ainda passará muito tempo assim.

A orientação médica é a chave para que ambos, mamãe e bebê, possam ter uma vida saudável. Os primeiros anos de vida garantirão que as outras fases sejam livres de doenças. Um corpo forte se constrói logo após o nascimento, por isso os cuidados com a alimentação são tão importantes.

alimentacao-do-bebe-imagem-10

Agora, queremos falar com você mamãe… Se você tem dúvidas quanto ao que comer e como comer, procure orientação médica especializada. Receitas e dietas prontas, essas que você encontra na internet, nem pensar! O médico pediatra será seu melhor amigo durante muitos anos e essa relação de confiança precisa existir. Para o seu bem e para o bem do seu bebê, confie sua dieta e a do seu filho a um profissional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *